COMERCIAL: 51 3061 1315 / ATENDIMENTO: 51 3061 2550 > Suporte

5 dicas de gestão para otimizar o capital de giro da empresa

by
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Que o capital de giro é peça-chave para o bom funcionamento de qualquer empresa você muito provavelmente já sabe, certo? Mas será que sabe também que ele definitivamente não é infinito e muito menos gerado de maneira espontânea? Pois é por isso — e muito mais! — que os gestores acabam tendo que lidar com um quebra-cabeça bem complexo quando o assunto é a otimização do capital de giro. E exatamente por não ser uma tarefa das mais fáceis é que resolvemos trazer, no post de hoje, 5 dicas de gestão para você otimizar o capital de giro da sua empresa sem maiores problemas. Então vamos a elas?

Tome cuidado com os trâmites a prazo

As receitas, principalmente as de vendas realizadas a prazo, fazem parte do resultado do período, mas não estão imediatamente disponíveis para a empresa. Por isso, nada de deixar que sua administração dependa desse recurso para quitar obrigações de curto prazo, afinal, nesse caso a empresa depende que um terceiro confirme o pagamento para, enfim, usufruir de qualquer que seja o valor envolvido.

Negocie prazos com fornecedores

Procure não deixar seus prazos médios se tornarem prejudiciais ao negócio. Assim, se seu prazo médio de pagamentos a fornecedores vem girando em torno de 15 dias, por exemplo, não deixe que o prazo de recebimentos ultrapasse esse valor. Por mais que no curto prazo isso até possa representar mais vendas, uma vez que muitos clientes gostam de prazos de pagamentos maiores, a estratégia tende a, no longo prazo, deixar suas finanças desfalcadas, obrigando a empresa a entrar para a estatística do endividamento. Melhor evitar esse cenário, não concorda?

Busque sempre o cenário menos prejudicial

Muitas empresas são praticamente obrigadas a recorrer a empréstimos para quitar obrigações de curto prazo. Mas por mais que essa situação seja considerada normal, não deve se tornar rotineira para a administração. Dessa forma, se a empresa não tiver outra opção que não seja o endividamento, busque opções que pesem menos para o seu capital de giro. É o caso, por exemplo, de evitar ao máximo a utilização da conta garantida — como se fosse o cheque especial das empresas.

Faça do giro de estoque seu aliado

Já parou para pensar que o tempo de produção e venda de seus produtos está diretamente relacionado ao tempo do efetivo recebimento por suas vendas? Assim, se você produz em menos tempo, esse recurso entrará em seu caixa igualmente antes! Pensando nisso, adote as medidas necessárias para fazer com que seu giro de estoque se reduza ao máximo, ajudando diretamente as finanças e consequentemente deixando qualquer possível endividamento cada vez mais longe.

Reveja os custos sempre que necessário

Se sua empresa tem o planejamento financeiro constante como hábito será bem mais simples identificar os custos com possibilidade de redução sem comprometer a qualidade dos produtos comercializados. Sabia que muitas empresas têm buscado dicas dos próprios funcionários nessa empreitada? Pense bem: a intimidade que esses colaboradores têm com o negócio se torna arma fundamental no combate aos altos custos.

Pronto para gerenciar melhor os recursos financeiros e otimizar o capital de giro da sua empresa a partir de agora? E se quer saber mais sobre finanças e gerenciamento de negócios continue de olho no nosso blog!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

About