(51) 3061 1315 (51) 3061 2550 atendimento@teraware.com.br
Entenda os conceitos de RPO e RTO e garanta a segurança de seus dados  - Teraware Soluções em Software e Internet

Entenda os conceitos de RPO e RTO e garanta a segurança de seus dados - Teraware Soluções em Software e Internet

Com o natural aumento da preocupação em relação à segurança dos dados, as empresas precisam, cada vez mais, descobrir maneiras eficazes de proteger suas informações confidenciais e de instituir medidas que efetivamente ajudem a analisar, controlar e medir os índices de segurança de suas aplicações — assim como de todos os demais sistemas que trabalhem direta ou indiretamente com informações estratégicas.

Nesse contexto, torna-se essencial dominar técnicas que ajudem não só a entender os riscos como também a calcular margens seguras para o comprometimento das informações essenciais que eventualmente sofram ameaças ou instabilidades. Por isso, apresentamos a seguir os conceitos de RPO e RTO, mostrando como a manutenção e a análise de tais métricas podem aumentar significativamente o nível de segurança dos dados estratégicos da empresa. Pronto? Então acompanhe:

O QUE É RPO?

O Recovery Point Objective (RPO) está relacionado à quantidade de dados que a empresa toleraria perder se, por exemplo, sofresse uma pane no funcionamento dos sistemas ou tivesse que lidar com alguma paralisação temporária decorrente de uma ameaça ou de um possível risco de ataque ou invasão de hackers. A pergunta a ser respondida é: com quais perdas a organização consegue lidar com relativa tranquilidade antes que as operações vitais sejam afetadas e os principais resultados de seu trabalho sejam comprometidos?

É claro que toda perda de dados significa algum tipo de prejuízo, mas, dependendo da quantidade, a proporção das consequências pode se mostrar tolerável e relativamente fácil de contornar, não colocando em risco, assim, as operações mais críticas ou de grande impacto no dia a dia do negócio. Por isso, saber de antemão o quanto é aceitável perder em situações extremas é um indicador importante para que a empresa tenha noção de seu ponto de recuperação, ou seja, a partir de onde ela consegue se levantar novamente sem maiores problemas — perda de clientes, oportunidades de negócio (no caso de sistemas que interfiram no fechamento de vendas) ou até mesmo de reputação.

E O QUE É RTO?

Já o Recovery Time Objective (RTO), em complementação ao RPO, está ligado ao tempo que um sistema leva para se recompor e retomar as atividades após sofrer uma parada ou um ataque. Por precaução, o sistema pode até bloquear ações essenciais, mas isso só dura tempo suficiente até que a equipe resolva o problema ou até que ele próprio consiga se imunizar, de forma que as informações estratégicas continuem disponíveis para dar prosseguimento aos processos vitais do negócio.

Calcular quantas horas a empresa consegue tolerar sem comprometer as funções essenciais de seu trabalho é importante não só para que ela crie soluções rápidas e desenvolva ferramentas de correção para atuar em problemas inesperados, como também para que se pense em alternativas nos casos em que esse tempo exceder o limite aceitável. Ter um plano não só de proteção e recuperação dos dados, mas também de gerenciamento e minimização de possíveis crises advindas daí é o ideal para não sofrer grandes contratempos.

COMO ESSAS MÉTRICAS AJUDAM?

Conhecendo esses índices, a empresa consegue planejar uma solução de proteção de dados sob medida para suas necessidades, de modo a desenvolver maneiras de se prevenir e impedir a progressão de ameaças caso sofra ataques ou panes. Assim se evita que o comprometimento dos dados cause danos muito maiores do que os que ela já prevê que consegue lidar ou para os quais já tenha um plano de medidas previamente separado, a fim de interferir a tempo frente a tais emergências.

Viu como trabalhar a segurança dos dados da empresa envolve planejamento, conhecimento e levantamento de prioridades? Com isso em mente, passa a ser possível instituir programas de blindagem e políticas de privacidade que protejam e até mesmo bloqueiem os dados mais críticos, sem contar que recuperá-los em situações de panes pode se tornar uma realidade. Só assim é possível desenvolver soluções de proteção de dados seguras, que trabalhem em cima de riscos calculados e que sejam desenvolvidas de acordo com as necessidade da empresa, oferecendo o máximo de segurança possível conforme suas especificidades.

Entendeu direitinho como os conceitos de RPO e RTO podem ajudá-lo a garantir uma maior segurança em relação a seus dados? Ficou ainda alguma dúvida ou tem algo a acrescentar? Compartilhe suas impressões conosco!

Atendimento via WhatsApp